quinta-feira, janeiro 24, 2008

CD Festa na Floresta 2º Edição

O CD Festa na Floresta é um trabalho beneficente da apresentadora Luisa Mell, cuja renda é repassada às ONGs de proteção animal e revertida na castração de cães e gatos abandonados.
Com sua primeira edição lançada em 2005, o CD Festa na Floresta conta com a participação de diversos artistas, como Léo Maia, Sandra de Sá, Adryana Ribeiro, entre outros grandes nomes da música brasileira.
A Segunda Edição do CD, que está sendo lançada com a realização do Projeto CEL e patrocínio do Pet Center Marginal, conta com um visual totalmente novo, e promete ter o mesmo sucesso da primeira edição, com isso muitos outros animais abandonados terão a oportunidade de uma vida bem mais feliz.


Se você está no estado de São Paulo você encontra o CD Festa na Floresta - 2ª Edição no Projeto CEL e nas feiras de doação de animais no Pet Center Marginal e no Pet Center Marginal São Bernardo dos Campos.
Para outras localidades, você também pode comprar seu CD através do site do Projeto CEL, ou entre em contato conosco para saber como comprar o seu CD.

Posse Responsável é...

Pensar e cuidar de seu animal como você gostaria de ser cuidado. Olhar sempre a carteira de vacinação, dar as vacinas e vermifugar para não contrair doenças.
Sempre
dar carinho, atenção, banho, ração e água em pratos bem limpinhos.
Saber que maus tratos é crime, (Lei Federal nº 9605-13/12/1998)
Entender que o animal é igual ao ser humano, sente dor, frio,

medo e fica muito triste quando é abandonado.
Realizar a castração através de veterinário antes do primeiro cio,

evita problemas no útero, câncer de mama e outras doenças.
Eduque o animal, se necessário por meio de adestramento, mas respeite suas características.
Sabedoria é ter bom senso para educá-lo e criá-lo.
Procriação desordenada e sem controle, só faz com que aumente o abandono,
maus tratos e mais animais nas ruas.
O espaço adequado depende do seu tamanho e raça.
Nunca abandone, quando for doá-lo, procure pessoas que gostem e o tratem bem.
Somente 1 em cada 6 cachorrinhos consegue doação e para gatos,
apenas 1 em cada 12 consegue um lar.
A identificação ou RGA é muito importante.
Vida do seu animal dura em média 15 anos, é importante saber que ele não é descartável.
Entender e ter responsabilidade com seu animal, é contribuir para um mundo melhor.
Leve sempre seu melhor amigo passear mas respeite as regras, leve sacolinhas para recolher as fezes e se for bravo coloque focinheira e enforcador para não atrapalhar seu passeio.

quinta-feira, janeiro 17, 2008

Luisa Mell é vítima de assalto

A apresentadora Luisa Mell, da Rede TV, foi assaltada essa semana (Setembro/2007) em Milão, Itália. Ela teve subtraída uma câmera fotográfica digital no valor de cerca de US$ 2.000, além de ser molestada. O caso aconteceu na praça Duomo, que fica próxima à ópera La Scala. Sinceramente, sair do Brasil pra ser assaltada em Milão pode até ser chique, mas não deixa de ser uma grande cachorrada ! Que dureza sair do Brasil prá ser assaltada.

Um casal moderno


Um casal moderno. Eles se conheceram através da Internet, viraram namorados e casaram-se. O amor está tão forte que os dois não vêem a hora de se tornarem pais.

Até aí, nada demais. Acontece que os dois não são seres humanos, e sim dois cães da raça Pug! Isso mesmo. Os bichos de estimação, como seus donos, já se beneficiam de aparelhos tecnológicos e da Internet para tornar o dia-a-dia mais prático e explorar novas possibilidades.

“Se nós levamos uma vida cercada de tecnologia, por que nossos animais também não podem?”, pergunta a criadora de cães labrador Claudia Kneese.

Entre os produtos hi-tech estão chips que gravam a identidade do animal, informações sobre sua saúde e o endereço do dono; comedores que alimentam o pet com ração fresquinha mesmo quando o dono não está em casa, etc. Na Internet, há vários sites de relacionamento, como uma espécie de Orkut, apenas para gatos e cachorros.

Claudia é adepta dos microchips e os aplica em seus filhotes. Nele, vai todas as informações do animal: nome, nascimento, endereço, telefone do dono, quando ele foi vacinado, se tem alguma doença, etc.

“Se alguém achar o animal e o levar até uma clínica veterinária que tenha o leitor de microchips, ele é imediatamente identificado e o dono contatando”, diz a apresentadora de TV Luisa Mell, também entusiasta do uso da tecnologia para animais. A loirinha é dona de quatro gatos fujões, todos com microchips implantados em seus corpos.

Outra solução (bem mais cara) para quem tem um pet que adora dar suas escapulidas é uma coleira com rastreador GPS, que rastreia o animal por meio de satélites. É o caso de Buddy, o pastor canadense do empresário José Encarnação. “Ele pode fugir à vontade que eu sempre sei onde ele está”, diz o don

Os Vizinhos é quem Pagam o Pato


São tantos os relatos de agressões de cães Pit Bull que sinceramente, não consigo acreditar que as pessoas se sintam seguras diante de tamanha ameaça que um pit bull oferece. Não é novidade.. basta ouvir os noticiários da TV ou de rádios. Pessoas mutiladas, mortas, em virtude destes ataques.
O que mais me choca são os proprietários que andam tranqüilamente com seus animais pelas ruas, sem oferecer proteção (ou segurança) para os indivíduos. Consideram-no dóceis como uma "pomba". Por favor, prestem bastante atenção: Não quero aqui, tocar no fato de que, outras raças, ditas dóceis também podem atacar humanos (como poodles, cockers, pinsher etc) - esta é outra questão
Tenho, em frente à minha casa, uma cadela da raça pit bull.Que os moradores deixam solta e é um inferno o barulho fica o dia todo latindo e os donos não fazem pois ficam o dia todo fora os vizinhos que e lixão .
E o que é engraçado em toda esta história (que não deveria ter nada de engraçado) é que os "playboys" adoram exibir seus Pit bulls. Estufam o peito e andam livremente com estas feras... eles juram que se acontecer algo, irão conseguir "domar" a fera! Enquanto isto, vidas estão em risco. Uma maravilha o decreto ter sido criado. Uma proteção a mais para nós.. só falta um detalhe: fazer cumprir a lei, ter fiscalização!!!! E infelizmente, temos que dizer, isto aqui é Brasil!!!!!!
Eu amo cães.. sem excessão.. mas sinceramente, o Pit bull é um dos poucos cães que não ouso colocar minhas mãos.. que não tenho vontade de tocar! Desculpem-me os proprietários de Pit bulls.. mas esta é a imagem que vocês nos passam de seus cães. Isto pode ser em virtude de uma minoria (talvez) que usam seus cães para brigas.. mas é o que fica!!! E o resultado está nas reportagens.. nos noticiários.
Mas esta é apenas minha opinião..você pode deixar a sua nos comentários..

Com cara demoníaca


Se quisessem realmente um cão carinhoso, não procurariam um minitanque, com cara demoníaca, focinho de porco e olhos de pomba..tem muitas raças carinhosas, e que parecem carinhosas..na verdade querem um cão para intimidar os vizinhos, se sentirem poderosos e sair passeando cause 100% das vezes sem focinheira e em com o nítida atitude e com o propósito de posar como se estivesse com uma poderosa arma nas mãos.Alem do medo e do perigo que isso causa em todos os pedestres.Em minha cidade é normal você ver adolescentes com tais feras pelas ruas e o pior zombado das pessoas. nos somos pacíficos demais. outros por isso, em vários paises de gente educada foi proibido" "já notaram que não respondo mensagem agressiva, sem conteúdo..não estou aqui para discutir com pitboy, mas mostrar minha indignação com pessoas que acham que tem o direito de intimidar a nos e a nossas crianças com suas crias aberrantes." - você percebeu que a grande parte da sua argumentação acaba redundando em um culpado é o dono,isso é conversa pra boi dormir... toda hora acaba caindo em contradição, pois diz que o culpado é o dono, que deseja ter o cachorro pra se exibir, se sentir poderoso... mas pensa em punir, exterminar o animal.se você gosta disso é ruim da cuca ou cultiva muito ódio em seu intimo.

Mas esta é apenas minha opinião..você pode deixar a sua nos comentários..